Como escolher um buffet para mini wedding

Confira nossas dicas de como escolher o buffet mais adequado para seu tipo de casamento

Escolher o buffet e o tipo de serviço apresentado é uma das principais tarefas da organização de um casamento, junto a escolha da data e do local, é um dos primeiros itens na hora de se começar a pensar no grande dia. Se para casamentos maiores já é um desafio escolher o buffet, para mini weddings essa tarefa também não é das mais simples. Isso porque, no mini wedding pressupõe-se que a escolha da comida é ainda mais apurada, íntima e deve ter tudo a ver com o estilo dos noivos.

Na hora da escolha, é preciso antes de tudo definir qual vai ser o estilo do casamento: é uma festa mais despojada ou um casamento intimista mais formal? Se engana quem pensa que mini weddings são sempre informais, é possível fazer uma comemoração bem íntima com todo o requinte.

Definindo-se essa parte, é hora de pensar em outros detalhes tais como horário da festa, quantidade de convidados, localização (um casamento na praia pede um cardápio mais fresco, no campo podemos usar mais pratos quentes, etc), idade média dos convidados (quando há a presença de muitos jovens, o jantar não pode ser serviço muito cedo, e quando tem muitos idosos, o contrário) e, claro, qual o investimento que será usado para o buffet.

Confira as dicas para o buffet ideal para cada horário:

Brunch: Se o casamento será de manhã, que tal investir em uma mesa de brunch ao invés de servir pratos elaborados? O brunch é indicado para cerimônias mais leves e informais, e pode ter desde pães, bolos, doces e frios até alguns fingerfoods para os convidados. Para beber, além de chá, café, sucos, água, etc, invista em drinks refrescantes como espumante, vinho branco, mimosa, bellini, entre outros.

Almoço: Para mini weddings no fim da manhã, nada melhor que recepcionar seus convidados com um belo almoço! Esse horário pede refeições mais leves, com saladas variadas, peixes, massas com molhos frescos e carnes leves. O serviço pode ser estilo americano (self-service), que permite que cada convidado escolha a quantidade de comida que preferir, evita desperdícios e não deixa o ambiente com cara de muito formal.

Jantar: Se a cerimônia será no fim da tarde ou começo da noite, o serviço pode começar com um coquetel volante com fingerfoods, que antecedem o jantar. Aqui, é muito importante definir e dosar a formalidade do seu casamento. Você pode optar tanto pelo serviço self-service quanto pelo serviço empratado e à inglesa (o garçom vai até a mesa e serve cada convidado).

Tipos de serviço disponíveis:

Buffet americano: como expliquei ali em cima, esse é o famoso self-service. Não necessita de muitos garçons no salão, mas nesse serviço é necessário ter lugar a mesa para todos os convidados, pois geralmente é necessário apoio na hora de comer.

Empratado: esse serviço é indicado para recepções formais, todos os pratos já saem montados da cozinha, e o garçom leva para cada convidado. É importante na hora de montar o menu, pensar em possíveis intolerâncias alimentares dos seus convidados (lembre-se, num mini wedding só serão convidadas pessoas próximas, então, é imprescindível que o serviço seja muito cuidadoso), e no dia da festa, deixar um cardápio em cada mesa para que os convidados já possam avisar aos garçons de antemão sobre substituições.

Serviço à inglesa: esse também é um serviço mais formal, mas nele os garçons passam a mesa com a comida para ser servida em cada prato. É um serviço que exige alta rotatividade dos garçons para que nenhum convidado fique esperando muito tempo para começar a comer.

Fingerfood: o fingerfood é um tipo de serviço que tem crescido muito e é uma opção mais despojada, onde as comidas e os aperitivos são servidos em pequenas porções aos convidados, que podem comer em qualquer lugar, sem a necessidade de estar sentado à mesa. Esse é um serviço ótimo para quem quer uma festa com balada, pois só é preciso montar algumas mesas e a maioria dos convidados pode facilmente comer de pé, ou sentada em bancos e lounges montados pelo salão. Além disso, o jantar não precisa ser servido em um horário específico, pois os garçons ficarão andando o tempo todo e cada convidado come na hora que tiver vontade. Outra opção são as ilhas de fingerfood, onde cada convidado pode ir e se servir a hora que quiser.

Exemplo de ilha de fingerfoods

Bolo e Champagne: essa é uma opção bem bacana para quem quer uma recepção rápida após a cerimônia. Ele pode ser servido na igreja ou no salão, e depois do brinde, são servidas as fatias de bolo com champagne para os convidados. É um tipo de serviço para quem quer economizar e ainda assim confraternizar com os convidados após o sim!

 

Após tantas dicas, você conseguiu escolher qual a melhor opção para o seu mini wedding?

Conta pra mim nos comentários!

Beijos <3

 

Como lidar com o fato de não ter o casamento dos sonhos (das outras pessoas)

Mini wedding, elopement wedding, destination wedding… tantos nomes difíceis e apenas uma coisa em comum: esses são casamentos diferentes. Hoje em dia, nem tanto. Esses formatos vêm se popularizando e trazendo a tona uma tendência que veio para ficar: quanto mais personalizável, mais atrativo.

Deixe-me explicar melhor: o casamento comum, com uma festa para centenas de convidados, cerimônia na igreja e toda pompa e circunstância nunca vai cair em desuso. Mas a verdade é que há muitas possibilidades para quem não tem vontade de um casamento tradicional. Há alguns bons anos, só existia esse formato e muita gente se casava assim só para agradar os pais e familiares.

Hoje em dia a história é outra. Você pode, e deve, se casar do jeito que quiser. Na praia, no campo, num restaurante, numa livraria, com 500 convidados, com 100, com só você e o noivo… não há limites e existe um fornecedor para cada formato que você sonhe. Mas nem sempre é fácil lidar com o fato de que as outras pessoas, e aqui colocamos em especial os pais e parentes mais próximos, podem sim não apoiar sua decisão, encher seu saco e levantar uma série de atritos por conta da sua escolha.

Verdade seja dita, o aniversário de 15 anos, a formatura e o casamento ainda são aqueles eventos que a maioria dos pais de meninas sonham em comemorar e idealizam desde que ela nasce. É sim uma tarefa difícil, por mais que haja diálogo e compreensão entre pais e filha, comunicar que você vai se casar numa ilha paradisíaca, sem a presença deles (e de mais nenhum convidado).

De outro lado, se você escolhe um mini wedding, super mini, pode ter que aguentar os olhares chateados de colegas de trabalho, academia, faculdade, da família e etc, afinal, o casamento ainda é visto como aquela comemoração da galera, onde todo mundo se encontra pra comemorar. E é ótimo se sentir querida assim por pessoas que querem estar presentes no dia mais importante da sua vida.

Então, como lidar com o fato do seu casamento não ser o casamento dos sonhos (das outras pessoas)? Sabendo que ele vai ser o casamento DOS SEUS SONHOS. É difícil se impor, ainda mais com pessoas que você ama, mas é preciso sim fazer com que todos entendam e respeitem o seu sonho.

O dia mais importante da sua vida deve ser do tamanho do seu sonho, e convenhamos, do seu bolso também. Foi-se o tempo em que o chique era ter uma grande festa para convidar a cidade toda. Hoje em dia está na moda mesmo é respeitar seus desejos e não sacrificar seu futuro em nome de algo que nem tem a sua cara. E quem te ama tem que entender isso. Muitas vezes a questão não é dinheiro, mas você e seu noivo tem um estilo de vida discreto e preferem investir em uma comemoração íntima para poder aproveitar com qualidade a presença de cada um dos seus convidados.

O seu grande dia também é composto pelas pessoas que estarão nele, muitas vezes não pela presença física, mas pela presença afetiva de cada um que torce por vocês. Não abra mão do seu casamento dos sonhos para ser o casamento dos sonhos das outras pessoas.

Respire fundo a cada pitaco e seja firme ao que você acredita. Seu grande dia vai ser ainda mais especial quando você chegar até ele e poder dizer com segurança que “está tudo do jeito que eu sempre sonhei”.

 

Ps: sei que sumi, mas pretendo em 2018 preencher esse cantinho com muito conteúdo cheio de amor, muitos projetos legais e espero cada uma de vocês aqui comigo. ♥ 

Mini-wedding: como organizar um casamento intimista

Dicas de organização para um mini-wedding:

Se há alguns anos ele parecia uma moda passageira e algo muito restrito a casamentos sofisticados, o mini-wedding hoje é um formato que só cresce. Os casamentos intimistas, para até 100 convidados, estão ganhando o coração das brasileiras e vêm se mostrando uma forma de oferecer uma experiência única a noivos e convidados.

O mini-wedding pode até ser confundido com uma opção mais barata, mas se engana quem pensa assim, como ele é feito apenas para família e amigos mais íntimos, ele pode ser tão ou mais caro que um casamento convencional de 300 convidados. O que acontece é que como a lista de convidados é reduzida os noivos optam por selecionar fornecedores melhores e serviços personalizados.

Outra vantagem é a maior oferta de locais para se realizar a cerimônia já que a maioria dos locais disponíveis possuem uma limitação de número de convidados. Você tem muito mais chances de conseguir casar naquele bistrô que você tanto ama ♥

Antes de começar a pensar e a de fato organizar um mini-wedding, vão aí algumas dicas valiosas:

Esteja preparada para saias justas com a lista de convidados

Um mini-wedding deve ter uma lista de no máximo 100 pessoas. Nesse cálculo, se formos dividir meio a meio, são 50 convidados seus e 50 do noivo, certo? E quando você decide se casar, geralmente surgem os amigos dos pais, primos que você não fala há muito tempo mas é obrigada a convidar e claro, aqueles amigos de escola que você não vê há 15 anos mas que aparecem com aquele famoso “oi sumida” no Facebook. Para organizar um mini-wedding você não pode ter medo de limar todas essas pessoas da sua lista. Essas mais distante são mais “simples”, mas esteja preparada para algumas saias justas com colegas de trabalho ou familiares. A chance de eles ficarem chateados com você é grande, mas nessa hora, é preciso pensar no que você e o seu noivo querem, que é reunir apenas os mais chegados para celebrarem com você. Explique isso as pessoas, diga que sua comemoração vai ser intimista e peça para que elas não levem para o lado pessoal. Se elas levarem, paciência. Lembre-se que seu grande dia vai ser repleto de amor emanado por aquelas pessoas que acompanham a história do casal desde o início, e isso vale o sufoco.

Mini-wedding não significa casamento mais barato 

A menos que você decida que assim vai ser. Menos convidados não significam necessariamente menos gastos, mas você pode economizar em outras áreas. Assim como num casamento convencional, de muitos convidados, o primeiro passo antes da organização é definir o quanto vocês vão gastar. É necessário delimitar um teto, que pode ser ajustado em 10% para mais ou para menos, para impedir imprevistos e gerar dívidas depois do casamento.

Definido o orçamento, aí sim comece a buscar os fornecedores. Pesquise e só escolha depois que se sentir segura. Se o seu orçamento permitir, contrate um organizador de casamentos, muitos deles são especializados em mini-weddings e podem te ajudar com os detalhes da organização.

Escolha um cardápio especial 

Considerando que os convidados que estarão no seu grande dia fazem parte do seu convívio e são pessoas que você conhece muito bem, porque não preparar um cardápio especial, que agrade a todos? É claro que ninguém vai fazer 50 pratos diferentes, mas você conhece seus convidados, que tal adicionar um detalhezinho de cada uma das pessoas que você ama no cardápio de comidas e bebidas?

Você pode preparar com o buffet escolhido um prato que te remeta à sua infância ou adolescência, preparar um drink especial que te lembre das suas aventuras com seus amigos, enfim, uma das ideias do mini-wedding é tornar o grande dia uma experiência também para os convidados. Aproveite a proximidade que você tem com todos para tornar esse dia único.

Adoce o seu grande dia com doces especiais

A mesa de bolo e doces é um protagonista dos casamentos e no mini-wedding isso não é diferente. Com uma maior flexibilidade de escolha, opte por um bolo que tenha a sua cara e escolha os docinhos sem medo. Para que seus convidados possam tirar o máximo de proveito de todas as gostosuras, o recomendado é o de 5 doces por pessoa. Como sua lista é menor, que tal caprichar nessa escolha?

Escolha um local que tenha a sua cara e a do seu noivo

Como eu disse lá em cima, um mini-wedding oferece uma gama enorme de locais. Você pode fazer um casamento rústico no campo, ao ar livre, ou pode fazer um casamento clássico no restaurante onde vocês tiveram seu primeiro encontro. As opções são imensas, vale até lugares inusitados como museus, livrarias, empórios, ou até mesmo em casa. Vale lembrar que se você for escolher um lugar que não é originalmente preparado para eventos, a contratação de um iluminador e um decorador experiente é necessária.

Abuse da personalização

Vale investir em lembranças especiais, com elementos que façam parte da história do casal e que tenham relação com cada convidado. É claro, isso demanda um investimento maior, mas é um mimo que todos vão guardar e que vocês irão se divertir fazendo. Nessa hora, a imaginação rola solta, seu casamento não é convencional então as lembranças também não precisam ser.

Atenção aos detalhes da decoração

Como o lugar onde a cerimônia e a festa serão feitas é menor, a decoração tem que valorizar ainda mais o local. Procure referências de mini-wedding no Pinterest antes de conversar com o seu decorador, e deixe a imaginação rolar. Um casamento com personalidade pede uma decoração com personalidade. Vale levar para a decoração objetos que contem história, de vocês e dos seus convidados. Não esqueça também de deixar uma área para todos deixarem mensagens para vocês, é incrível ler a quantidade de amor escrita depois que o casamento passa.

Foto e vídeo: vale o investimento

Nunca é demais falar mas: invista em um bom serviço de foto e vídeo. É sério, o que fica para sempre são as fotos e o vídeo, então, não tente economizar muito nesse serviço, um trabalho bem feito tem o seu preço. Pesquise com amigas que já casaram mas pesquise por conta também. Cheque tudo antes de contratar, veja o portfólio e se possível, procure profissionais que já trabalharam no local onde você vai se casar, porque eles já conhecem o esquema, já sabem onde fica a melhor luz e sabem valorizar o local. Essa dica é valiosa para qualquer tipo de casamento, é imprescindível analisar muito bem o portfólio do profissional de foto e de vídeo antes de contratar. E não se deixe enganar, nem sempre contratar o pacote único vale a pena, porque muitas vezes o cara que fotografa não tem a mesma qualidade do cara que grava e edita e vice-versa. Procure, converse, negocie e só feche quando você estiver plenamente certa da sua escolha.

A música é essencial e pode contar uma história no seu grande dia

Antes de contratar a banda ou o DJ que vai tocar, crie uma playlist que conte uma história. Todos temos músicas que são especiais com nossos amigos e nossa família. Resgate essa memória e coloque tudo numa playlist. Você vai surpreender todo mundo com essa sequência e com certeza vai tornar seu grande dia ainda mais especial e emocionante.

Depois de tantas dicas, é mais do que visível que muito mais que um casamento pequeno, o mini-wedding é um evento especial e que tem o potencial de marcar a vida de todos os convidados. Por isso, todo cuidado é devido e todo detalhe deve ser revisto antes de ser fechado.

Para inspirar, um vídeo maravilhoso de um mini-wedding super emocionante ♥

Espero que essas dicas tenham ajudado e que você tenha um grande dia.

Qualquer dúvida, pode deixar aqui nos comentários ♥

O que dar de presente para os padrinhos de casamento?

Na hora de escolher os padrinhos de casamento, muitos critérios são levados em conta. Mas, quaisquer que sejam eles, os padrinhos de casamento sempre são pessoas muito especiais na vida dos noivos. Por isso, presenteá-los é uma prática comum, não obrigatória, mas que a maioria dos noivos gosta de fazer.

As possibilidades de presente para os padrinhos de casamento são infinitas, mas como muita gente tem dúvidas na hora de escolher entre tantas opções, trouxe as inspirações mais bacanas que eu encontrei aqui e lá fora. Vamos ver?

Caixas personalizadas 

É bem comum colocar fazer caixas personalizadas com um champagne ou alguma outra bebida em garrafas pequenininhas. Para acompanhar, você pode adicionar aromatizadores de ambiente, tacinhas, canecas, fotos de vocês e outros itens fofos. Cuidado apenas com itens muito personalizados, como uma caneca com o nome dos noivos, por exemplo. Você ia gostar de usar uma caneca com o nome de outras pessoas, pelo resto da vida? Fica muito bacana também reunir objetos que façam parte da história de vocês, como fotos, cartões postais, ingressos de shows que vocês foram juntas, etc.

Continue reading →

Novas tendências para convites de casamento

Olá noivinhas, tudo bem?

Agora sim, com tempo e disposição para postar aqui novamente! E hoje, para falar de um tema que é imprescindível em todo o casamento, e que a partir dele é que começa a contagem regressiva e o frio na barriga para o grande dia: o convite de casamento.

Se você é noiva desse ano, ou do próximo, corre pra pegar as dicas de quais as tendências mais atuais para convites de casamento.

Temas florais

Se você quer um convite de casamento atual, moderno e ao mesmo tempo super clássico, invista nos temas florais. Seja em aquarela ou desenho, os temas florais que remetam a um clima campestre ou tropical estão no topo das buscas mais recentes no Pinterest. Aproveite para aplicar nas flores a paleta escolhida para o casamento, e tenha um convite daqueles que as pessoas vão querer guardar depois que o casamento passar. Vale também inserir a estampa dentro do envelope.

Continue reading →

#prontocasei | Greisse e Nicholas – um destination wedding incrível em Ibiza

modelo-de-post-cqs

Eu não poderia voltar com o blog sem voltar com a editoria mais amada, que é o #prontocasei, certo? E esse, além de ser o primeiro depois de muito tempo, é de tirar o fôlego, e foi um dos casamentos que me fez decidir de vez voltar a escrever aqui.

O casamento da Greisse e do Nicholas não foi nada convencional, mas sim, foi completamente a cara deles. Um casal baladeiro (me identifico bastante), decidiu levar 70 convidados para uma experiência incrível na cidade que eles mais ama,m: Ibiza. Quem gosta de música eletrônica como eu sabe que esse é um dos destinos preferidos de quem curte uma boa balada, né? Então, nos quatro dias de casamento (característica bem comum de destination wedding, as festas tem hora pra começar, mas quem disse que tem pra acabar?), não faltou balada.

Outro ponto incrível foi a quebra dos protocolos. Os noivos não tiveram padrinhos, todos os convidados eram especiais e estavam ali apadrinhando o casal no momento da união. Achei isso incrível e de um significado muito particular, afinal, quem deve estar no seu casamento é quem realmente é importante para você. Depois de uma cerimônia linda, de frente para uma vista estonteante, todo mundo caiu na balada num club super famoso de Ibiza, com toda a galera lá! Essa com certeza é uma festa que eu amaria fazer parte.

Sem mais delongas, assista esse vídeo e me conta nos comentários o que você achou <3

Aproveita e me conta o que você quer ver aqui no blog!

Pizza & Bruce Wayne – Wedding – IBIZA from Guilherme Coelho / Rabbitfilms on Vimeo.

Fornecedores:

Vídeo: Guilherme Coelho (RS)

Fotos: Everton Rosa (RS)

Organização: Jalfim Eventos (RS)

Local: Hacienda Na Xamena (Ibiza, Espanha)

Vestido de Noiva: Solaine Piccoli (RS)

De volta… e com polêmica! Bem vindos ao novo “Com Quem Será?”

d34ed24778cdf58dd1377b43831d5cde

Foto: Pinterest

Faz meses que tô ensaiando essa volta. Faz meses que meu coraçãozinho apaixonado por casamentos me pede pra tirar a poeira do blog e fazer o que eu amo: escrever e inspirar as noivinhas.

Quem acompanha o @comquemsera no Instagram já viu que por lá as coisas estão andando há algum tempo, então se você não segue ainda, siga já! E desculpa pelo sumiço assim meio torto, sem nem me despedir. Ainda bem que eu não dei adeus, porque eu sabia que esse coração casamenteiro ia se manifestar em algum momento. E o momento chegou!

Como disse, faz alguns meses que tô ensaiando a grande volta, mas a verdade é que não conseguia encontrar um gancho pra isso. E hoje li um post (não vou linkar porque achei bem pretensioso) falando sobre as tendências de casamento que estão “fora de moda”. Entre elas, algumas já meio ultrapassadas, como as plaquinhas com frases machistas – do tipo “não foge, ela tá linda!” – e noivinhos acorrentados no topo do bolo. Mas outras era completamente pessoais, e que dizem respeito aos noivos e só a eles. E vejam bem, até o bem-casado foi tachado como “fora de moda”! O bem-casado, um dos protagonistas de todas as festas e o queridinho dos convidados, rs.

Brincadeiras à parte, essa é uma reflexão que eu tenho feito há algum tempo. Até que ponto o casamento é uma celebração que leva em conta coisas que estão na moda? Sendo a celebração do amor de um casal, não seria esse casal o responsável por escolher aqueles itens que ELES gostam e que tem a ver com ELES?

Até que ponto os fornecedores, assessores e palpiteiros de plantão tem autonomia pra empurrar para os noivos aquilo que todo mundo tá usando e que muitas vezes nem tem a ver com o estilo deles? Veja bem, não estou criticando o trabalho de ninguém, o trabalho da assessoria é muito importante para orientar, para organizar, para deixar os preparativos mais confortáveis e tranquilos para os próprios noivos. Mas acredito que a voz dos noivos deve ser a mais ouvida na hora das decisões. Conhecer o casal, sua história, seu estilo, enfim, entender as necessidades de cada casal é imprescindível para oferecer um trabalho que seja capaz de atender a todas as expectativas.

Mas é claro que tem aqueles casais que chegam no fornecedor e não tem a menor ideia do que escolher, do que está disponível no mercado, do que é possível fazer, etc. Por isso, o diálogo entre fornecedor e casal é super importante para começar a traçar um evento dos sonhos. Não adianta oferecer um casamento rústico pra um casal moderno, assim como não faz sentido apresentar um orçamento de big casamento clássico pra quem quer fazer um mini wedding.

Existem inúmeras opções no mercado, no Pinterest, na internet afora. Mas é preciso ter tato na hora de começar a construir o dia mais importante da vida daquele casal até o momento. Desde 2012, quando criei o blog, defendo que o casamento deve ter a cara dos noivos. E mesmo depois de tanto tempo longe, de tantas vezes ter mudado a opinião sobre decoração e vestido de noiva, esse pensamento continua firme aqui, e com certeza vai ser o que vocês mais vão ver nesse blog.

Bem vindas de volta, sintam-se em casa!

Um beijo,

 

Modelos criativos para os convites

j_vy_1008$!600x
Ele é um dos itens imprescindíveis de todo casamento, e de festas em geral. Você pode “enxugar” de todos os lados, mas não pode ficar sem fazer o convite de casamento. E ele não precisa ser sofisticado ou tradicional, na verdade, o convite pode e deve ter a personalidade dos noivos e do casamento impresso nele. Pense no seu convite como mais do que simplesmente um papel com as informações para os seus convidados, mas como uma lembrança após a cerimônia.
Alguns itens são importantes de serem colocados no papel na hora de fazer seu convite:
  • Quais informações ele deve conter?
  • Quais as cores ele deve seguir?
  • Qual material será utilizado?
  • Ele virá com o convite da recepção anexo ou tudo já será colocado no convite?
  • Vai precisar de envelope?
  • Quantos convites serão feitos?
  • Ele vai vir com RSVP? ( “Répondez s’il vous plaît”, local para os noivos ligarem para confirmarem a presença na recepção, no meu outro blog, o Sou Phyna, eu fiz um post explicando)
  • Vai ter foto dos noivos no convite?
  • O nome dos convidados vai ser escrito na gráfica ou à mão?
Bom, essas são questões básicas e primordiais, até para você chegar na gráfica e não se perder no meio da infinidade de modelos que vão ser oferecidos. E não hesite: veja tudo o que puder e só escolha quando tiver certeza. Por mais que não pareça, o convite de casamento é um “documento” importante na vida das pessoas. Ao convidar alguém para o seu casamento, você diz à pessoa implicitamente que ela faz parte da sua vida, e que você quer que ela esteja presente no dia mais importante da sua vida. Não dá para simplesmente tratar do convite como sendo uma mera formalidade. Ele é um dos símbolos mais importantes em torno de um casamento.
Num próximo post falo sobre a lista de convidados, que vai ser uma continuação desse post, e vai ajudar você nessa árdua tarefa, que por mais que não pareça, é um dos momentos mais delicados na hora dos preparativos.
Separei alguns modelos de convites lindos para você que está na dúvida se inspirar. Tem de tudo: modernos, tradicionais, românticos, criativos, fofos. Tem para todos os gostos!
_MG_7858$!600x 004797_r1_e003$!x600

Continue reading →

O casamento do ano: Kim Kardashian e Kanye West

 

kim-kardashian-casamento-01

Eu esperei muito por esse dia, o casamento do meu casal preferido no mundo das celebridades, do meu guilty pleasure: Kim Kardashian e Kanye West, ou #Kimye para os íntimos (no caso eu, que assisto tanto Keeping Up With The Kardashian que quase já adicionei o Kardashian-Jenner no meu sobrenome).

Tudo na vida desse casal é gigante, e o casamento não seria diferente. Pra começar, que não foi um dia só, foi quase uma semana de comemorações, bem ao estilo Kardashian-West de ser. Se o pedido de casamento foi feito num estádio de beisebol fechado para os dois, ninguém esperava por um mini-wedding né? Por mais que a lista de convidados tenha sido super restrita – 100 convidados contra os 700 do casamento da Kim com o Kris Humphries – a estrutura montada no Forte di Belvedere foi algo do tipo JMJ no Rio de Janeiro AHAHAHAHHAHAHA.

Mas antes, vamos começar da ordem cronológica dos eventos da semana do #KimyeWedding.

Início de maio: eles se casaram oficialmente nos Estados Unidos, mesmo que tenham negado kkkkkkkkkk. Na França, a burocracia pra validar o casamento é bem grande, então eles assinaram os papéis lá nos Estados Unidos mesmo.

kimye-wedding-617x347

22/05 – despedida de solteira: tudo bem que a última coisa que Kim Kardashian foi nessa vida é solteira né kkkkkkk maaas como tudo é motivo de festa nessa família, vamos fazer despedida de solteira ne migas. Você pensa “aff vão fechar uma buatchy com gogoboys pras garotas”, porém não, fecharam a Torre Eiffel para a festchinha de Kimberly. Depois de muitas selfies embaixo da Torre iluminada, todas seguiram pra um jantar. Só que antes disso o ~esquenta~ já tava acontecendo no quarto do hotel, com banho de champa que pixxxxca. Para a despedida, a Kim usou um vestido Balmain todo bordado. Continue reading →

Homenagem ao dia das mães

t$!400x

A mãe ajuda a noiva a se arrumar pro casamento, a mãe leva o noivo pro altar. Hoje é dia delas e impossível não se lembrar delas num dia como o casamento. Eu tenho uma relação muito forte com a minha mãe, e quero que ela me leve até o altar, porque meu pai já se foi, mas a deixou como meu anjo da guarda.

É impossível não se emocionar na hora do cumprimento dos noivos com as mães. Elas agora estão entregando seus filhos para outra pessoa cuidar e fazer feliz, mesmo que simbolicamente, pois muitos noivos que hoje em dia se casam já vivem juntos. Mas as mães nunca vão deixar de ser mães, e ali no casamento, elas dão a benção para que agora seus filhos possam escrever sua história e construir sua família.

Se não fossem pelas mães, não existiriam nem os noivos e nem os casamentos, elas são o alicerce de tudo, então, hoje mais do que nunca elas merecem parabéns e “eu te amo”.

Encontrei esse vídeo que mostra momentos com as mães nos casamentos, está todo em inglês, mas dá pra entender bem e se emocionar também (chorei que nem criança imaginando meu dia e minha mãe nele ♥). Assistam aqui:

A Tribute to Motherhood on Mother's Day from Mason Jar Films on Vimeo.

Espero que gostem!

Feliz dia das mães ♥