Cerimonial: procedimentos na Igreja Católica

Olá noivas! Estou voltando à rotina depois da última semana bem estressante, graças à entrega do meu TCC! Bom, hoje vou começar uma série no blog que há algum tempo eu já venho ensaiando: a série Cerimonial. Não sou cerimonialista, mas com um pouco de pesquisa posso ajudar em algumas dúvidas que todas os noivos tem quando decidem se casar. São dicas básicas, que podem ajudar nos primeiros procedimentos. Claro, que para organizar mesmo seu casamento, você deve contratar um profissional do ramo, e quando eu for uma profissional eu me coloco à disposição haha!

kristenscott-268$!x600

Mas enfim, hoje vou começar com uma parte que eu tenho mais afinidade, e é mais fácil começar pelo que a gente sabe. Como nem todo mundo me conhece, eu trabalho numa organização religiosa, e fui criada numa família católica tradicional, então, tenho bastante contato com os ritos e com os procedimentos da Igreja Católica. Ao longo da série, pretendo abordar o máximo de religiões e cerimônias possíveis, eu prometo!

Mas hoje, vamos falar do que é preciso fazer quando se decide casar numa Igreja Católica. Vocês decidiram quando vão se casar, já tem mais ou menos a data em mente, e agora é preciso marcar, o que fazer? Antes de mais nada, vocês devem escolher uma Igreja e procurar a Secretaria de Pastoral dela. A maioria das Igrejas Católicas possui uma pastoral do matrimônio, que vai ajudar os noivos com tudo, desde os documentos, até o curso dos noivos e marcação da data.

As Igrejas Católicas, em sua maioria, pedem o mínimo de dois meses de antecedência para marcar a data do casamento, mas é preciso ficar atento, pois igrejas “badaladas”, onde há muita procura de casamentos, a data de antecedência pode ser muito maior, indo de 6 meses à 1 ano e meio. É importante também ressaltar que a data na igreja deve ser marcada antes, pra que aí sim você possa procurar um lugar para a festa, afinal, desmarcar e marcar de novo na igreja pode ser um processo bem mais burocrático. Outra dica é ver se a igreja que você quer realiza casamentos às sextas e sábados, e os horários, e ainda se ela realiza mais de um casamento por noite. Se sim, se a sua cerimônia for antes de outra, é preciso ter muito mais rigor quanto à atrasos, para que o seu casamento não atrapalhe o próximo.

E em relação à atrasos, é preciso verificar as regras da paróquia, pois nos últimos tempos, elas tem sido bem mais rigorosas quanto à isso. Veja qual a tolerância de atraso é permitida, em geral é de 10 à 15 minutos, para que você deixar isso bem claro para seus padrinhos e para o seu cabeleireiro. Hoje em dia a frase “Noiva sempre atrasa” deve ser apenas uma piada, pois eu já vi casamentos sendo cancelados e padres indo embora porque a noiva atrasou meia hora. É preciso nessa hora pensar também nos seus convidados, pois atrasar é uma falta de respeito com eles também.

Já definida a data e o horário, a igreja Católica exige alguns documentos para a celebração do Sacramento do Matrimônio. Em sua maioria, são eles:

• Certidão de batismo dos noivos (expedida expressamente para o casamento e com a data não anterior a seis meses);
• Edital de Proclamas ou Certidão de Casamento Civil;
• Certificado de participação do Curso de Noivos; (o mesmo pode ser feito em qualquer paróquia e não tem prazo de validade);
• Xerox do comprovante de residência dos noivos; (o mesmo deve estar em nome dos pais ou dos noivos).
• Xerox do RG
• Dados de 2 padrinhos (como testemunhas), endereço, estado civil, profissão, (trazer por escrito) e xerox RG e CPF Caso os noivos queiram convidar outro assistente para a celebração, o mesmo deverá enviar uma carta de comprometimento, constando nome, endereço, RG e CPF e caso seja de outra diocese apresentar também a cópia do documento de identificação do Presbítero.
• Em caso de viuvez, apresentar o atestado de óbito do (a) falecido (a).
• Em caso de divórcio, apresentar a Certidão Matrimonial com a anotação do divórcio.
• Em caso de menor idade (18 anos), os noivos devem obter o consentimento dos pais e/ou responsáveis, sendo que estarão obrigados ao comparecimento na secretaria paroquial desta paróquia para que assinem o processo matrimonial.

Processos Extraordinários:

Mista Religião: quando uma das partes pertence à outra religião cristã;
Disparidade de Culto: quando uma das partes pertence a uma religião não cristã ou não professa nenhuma fé; (nestes dois casos verificar na secretaria documentação).

Casamentos com Efeito Civil:

Além dos documentos já citados acima deverá apresentar:
• Habilitação matrimonial (doc. Cartório);
• Dados de 2 padrinhos (como testemunhas), endereço, estado civil, profissão (trazer por escrito) e xerox RG e CPF (Este deve ser o mesmo casal que foi apresentado no cartório);
• O assistente da celebração deverá ter firma reconhecida em cartório

O casamento na Igreja Católica é um ato sagrado, um Sacramento, então, os noivos recebem a comunhão no ato do casamento. Entretanto, para receber a comunhão é necessário que os noivos tenham cumprido o Sacramento da Confissão antes da cerimônia, além de também terem feito a 1ª Comunhão. Quanto ao Sacramento do Crisma, ele também é obrigatório antes do casamento.

O curso de noivos é obrigatório?

Sim, para se casar na Igreja Católica é obrigatório que o casal tenha feito o curso de noivos. O curso é oferecido por todas as Paróquias ou Dioceses, basta se informar na secretaria de Pastoral da Igreja onde vocês irão se inscrever para lá mesmo fazer a inscrição.

Quero me casar numa cerimônia católica, mas não na Igreja, e sim ao ar livre, isso é possível?

Em alguns casos. É preciso se informar antes na Paróquia se a sua Diocese permite esse tipo de celebração. Onde eu moro, que faz parte da Arquidiocese de Aparecida/SP, não é permitido que a cerimônia religiosa seja feita fora da Igreja. Então, aqui, tenho visto muitos noivos fazerem uma cerimônia simples, só com as testemunhas na Igreja, e depois se casarem no civil ao ar livre. É uma alternativa.

Quero me casar numa Igreja que não é da Paróquia que eu faço parte, como faço?

É preciso pedir um documento na sua Paróquia pedindo a transferência do casamento. Isso serve tanto para o noivo quanto para a noiva. Geralmente, deve ser paga uma taxa de transferência.

 

Antes de qualquer coisa, se você deseja se casar na igreja Católica, vá até a secretaria de Pastoral e tire TODAS as suas dúvidas. Cada Diocese tem regras próprias em relação à realização dos Sacramentos, então, muitas das coisas que eu citei aqui, pode ser que a sua Diocese não siga ou não exija. Por isso, é importante ir, conversar e se livrar de todas as dúvidas antes de qualquer coisa. Muitas Dioceses tem regras em relação à decoração e às músicas também, então, é imprescindível se informar bem, para não passar nenhum apuro na hora do casamento.

Depois disso tudo, é só aproveitar o grande dia de vocês e pedir às bençãos de Deus para a vida de casal!

Gostaram do post? Tem ainda alguma dúvida? Deixem nos comentários, que eu farei o possível pra respondê-las!

Beijos

Fontes:

Catedral de Santo Antônio

Igreja Nossa Senhora do Brasil

Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida

Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

6 comments

  1. Priscila Borges says:

    Oi Ana Paula, muito bacana as dicas e orientações para quem vai casar na igreja católica. O que me fez acessar o post para ler foi a palavra Cerimonial, pois sou cerimonialista e gosto de saber novidades e até mesmo, quando a dica é boa, compartilhar com minhas noivos. Só tenho uma observação a fazer em relação a foto escolhida, pois a noiva não está do lado correto, pois deve ficar sempre a esquerda do noivo.
    Abraço.

  2. Luana Carolina says:

    Olá, muito legal as suas orientações, depois de ler o seu blog procurei a igreja para tirar as dúvidas, mas confesso que fiquei um pouco decepcionada. As respostas para as minhas perguntas eram todas NÃO. Não pode decorar a igreja!!!?? já viu isso????? 5 crianças, 5 músicas, casamento com efeito civil não existe mais. em fim ainda estou pensando em uma alternativa. de qualquer forma muito obrigada pelo post. wleu!

    • anapaula says:

      Oi Luana, obrigada pelo comentário!
      Infelizmente algumas igrejas tem esse procedimento, o que eu de verdade, não entendo! Por isso que muita gente tem preferido ter uma cerimônia simples, só com as testemunhas na igreja e fazer um big casamento no salão para o civil, fazendo o caminho contrário! Tente conversar em outra paróquia, às vezes é um procedimento só daquela igreja! Geralmente igrejas antigas, que já são patrimônio tombado, tem essas restrições. Mas procure se informar melhor aí na sua diocese, em outras paróquias, e se não tiver jeito mesmo, vale a pena fazer uma cerimônia simples na igreja e se casar no civil no salão =)
      Bjos

Deixe uma resposta