Mini-wedding: como organizar um casamento intimista

Dicas de organização para um mini-wedding:

Se há alguns anos ele parecia uma moda passageira e algo muito restrito a casamentos sofisticados, o mini-wedding hoje é um formato que só cresce. Os casamentos intimistas, para até 100 convidados, estão ganhando o coração das brasileiras e vêm se mostrando uma forma de oferecer uma experiência única a noivos e convidados.

O mini-wedding pode até ser confundido com uma opção mais barata, mas se engana quem pensa assim, como ele é feito apenas para família e amigos mais íntimos, ele pode ser tão ou mais caro que um casamento convencional de 300 convidados. O que acontece é que como a lista de convidados é reduzida os noivos optam por selecionar fornecedores melhores e serviços personalizados.

Outra vantagem é a maior oferta de locais para se realizar a cerimônia já que a maioria dos locais disponíveis possuem uma limitação de número de convidados. Você tem muito mais chances de conseguir casar naquele bistrô que você tanto ama ♥

Antes de começar a pensar e a de fato organizar um mini-wedding, vão aí algumas dicas valiosas:

Esteja preparada para saias justas com a lista de convidados

Um mini-wedding deve ter uma lista de no máximo 100 pessoas. Nesse cálculo, se formos dividir meio a meio, são 50 convidados seus e 50 do noivo, certo? E quando você decide se casar, geralmente surgem os amigos dos pais, primos que você não fala há muito tempo mas é obrigada a convidar e claro, aqueles amigos de escola que você não vê há 15 anos mas que aparecem com aquele famoso “oi sumida” no Facebook. Para organizar um mini-wedding você não pode ter medo de limar todas essas pessoas da sua lista. Essas mais distante são mais “simples”, mas esteja preparada para algumas saias justas com colegas de trabalho ou familiares. A chance de eles ficarem chateados com você é grande, mas nessa hora, é preciso pensar no que você e o seu noivo querem, que é reunir apenas os mais chegados para celebrarem com você. Explique isso as pessoas, diga que sua comemoração vai ser intimista e peça para que elas não levem para o lado pessoal. Se elas levarem, paciência. Lembre-se que seu grande dia vai ser repleto de amor emanado por aquelas pessoas que acompanham a história do casal desde o início, e isso vale o sufoco.

Mini-wedding não significa casamento mais barato 

A menos que você decida que assim vai ser. Menos convidados não significam necessariamente menos gastos, mas você pode economizar em outras áreas. Assim como num casamento convencional, de muitos convidados, o primeiro passo antes da organização é definir o quanto vocês vão gastar. É necessário delimitar um teto, que pode ser ajustado em 10% para mais ou para menos, para impedir imprevistos e gerar dívidas depois do casamento.

Definido o orçamento, aí sim comece a buscar os fornecedores. Pesquise e só escolha depois que se sentir segura. Se o seu orçamento permitir, contrate um organizador de casamentos, muitos deles são especializados em mini-weddings e podem te ajudar com os detalhes da organização.

Escolha um cardápio especial 

Considerando que os convidados que estarão no seu grande dia fazem parte do seu convívio e são pessoas que você conhece muito bem, porque não preparar um cardápio especial, que agrade a todos? É claro que ninguém vai fazer 50 pratos diferentes, mas você conhece seus convidados, que tal adicionar um detalhezinho de cada uma das pessoas que você ama no cardápio de comidas e bebidas?

Você pode preparar com o buffet escolhido um prato que te remeta à sua infância ou adolescência, preparar um drink especial que te lembre das suas aventuras com seus amigos, enfim, uma das ideias do mini-wedding é tornar o grande dia uma experiência também para os convidados. Aproveite a proximidade que você tem com todos para tornar esse dia único.

Adoce o seu grande dia com doces especiais

A mesa de bolo e doces é um protagonista dos casamentos e no mini-wedding isso não é diferente. Com uma maior flexibilidade de escolha, opte por um bolo que tenha a sua cara e escolha os docinhos sem medo. Para que seus convidados possam tirar o máximo de proveito de todas as gostosuras, o recomendado é o de 5 doces por pessoa. Como sua lista é menor, que tal caprichar nessa escolha?

Escolha um local que tenha a sua cara e a do seu noivo

Como eu disse lá em cima, um mini-wedding oferece uma gama enorme de locais. Você pode fazer um casamento rústico no campo, ao ar livre, ou pode fazer um casamento clássico no restaurante onde vocês tiveram seu primeiro encontro. As opções são imensas, vale até lugares inusitados como museus, livrarias, empórios, ou até mesmo em casa. Vale lembrar que se você for escolher um lugar que não é originalmente preparado para eventos, a contratação de um iluminador e um decorador experiente é necessária.

Abuse da personalização

Vale investir em lembranças especiais, com elementos que façam parte da história do casal e que tenham relação com cada convidado. É claro, isso demanda um investimento maior, mas é um mimo que todos vão guardar e que vocês irão se divertir fazendo. Nessa hora, a imaginação rola solta, seu casamento não é convencional então as lembranças também não precisam ser.

Atenção aos detalhes da decoração

Como o lugar onde a cerimônia e a festa serão feitas é menor, a decoração tem que valorizar ainda mais o local. Procure referências de mini-wedding no Pinterest antes de conversar com o seu decorador, e deixe a imaginação rolar. Um casamento com personalidade pede uma decoração com personalidade. Vale levar para a decoração objetos que contem história, de vocês e dos seus convidados. Não esqueça também de deixar uma área para todos deixarem mensagens para vocês, é incrível ler a quantidade de amor escrita depois que o casamento passa.

Foto e vídeo: vale o investimento

Nunca é demais falar mas: invista em um bom serviço de foto e vídeo. É sério, o que fica para sempre são as fotos e o vídeo, então, não tente economizar muito nesse serviço, um trabalho bem feito tem o seu preço. Pesquise com amigas que já casaram mas pesquise por conta também. Cheque tudo antes de contratar, veja o portfólio e se possível, procure profissionais que já trabalharam no local onde você vai se casar, porque eles já conhecem o esquema, já sabem onde fica a melhor luz e sabem valorizar o local. Essa dica é valiosa para qualquer tipo de casamento, é imprescindível analisar muito bem o portfólio do profissional de foto e de vídeo antes de contratar. E não se deixe enganar, nem sempre contratar o pacote único vale a pena, porque muitas vezes o cara que fotografa não tem a mesma qualidade do cara que grava e edita e vice-versa. Procure, converse, negocie e só feche quando você estiver plenamente certa da sua escolha.

A música é essencial e pode contar uma história no seu grande dia

Antes de contratar a banda ou o DJ que vai tocar, crie uma playlist que conte uma história. Todos temos músicas que são especiais com nossos amigos e nossa família. Resgate essa memória e coloque tudo numa playlist. Você vai surpreender todo mundo com essa sequência e com certeza vai tornar seu grande dia ainda mais especial e emocionante.

Depois de tantas dicas, é mais do que visível que muito mais que um casamento pequeno, o mini-wedding é um evento especial e que tem o potencial de marcar a vida de todos os convidados. Por isso, todo cuidado é devido e todo detalhe deve ser revisto antes de ser fechado.

Para inspirar, um vídeo maravilhoso de um mini-wedding super emocionante ♥

Espero que essas dicas tenham ajudado e que você tenha um grande dia.

Qualquer dúvida, pode deixar aqui nos comentários ♥

Comments

comments

Deixe uma resposta